Pet

6 cuidados ao passear com o cachorro no verão

Veterinária da DogHero explica que passear com o cachorro é importante mesmo na estação mais quente do ano, mas é importante ficar atento a alguns pontos

O passeio traz melhorias para a saúde física e mental do cachorro, mesmo que não seja muito longo. Mas em períodos quentes como os dias de verão, é importante tomar alguns cuidados para garantir, por exemplo, que eles não queimem as patinhas durante o trajeto. Pensando nisso, Thaís Matos, veterinária da DogHero , maior empresa de serviços para pets da América Latina que, através do site e app, conecta quem tem animal de estimação a uma comunidade de passeadores, pet sitters e anfitriões escolhida a dedo, separou algumas dicas importantes nesse sentido.

O passeio é, sem dúvida, umas das atividades mais importantes na vida de qualquer cão. Quando não têm uma rotina de atividades, os cachorros podem tornar-se ansiosos e possivelmente ter comportamentos destrutivos. “Cachorros são animais que precisam interagir com o mundo e isso é algo que eles só conseguem quando saem do quintal espaçoso ou do ambiente doméstico: é preciso ir pra rua”, explica Thaís. “Mas sempre com segurança e bastante atenção”, acrescenta. Confira abaixo as principais orientações:

1 – Tem hora certa para não passar calor: escolha fazer o passeio em horários quando a temperatura não está tão alta e a incidência do sol é menor. Vale lembrar que muitas vezes, mesmo em dias nublados, o chão fica com a temperatura alta, devido à presença do mormaço, que queima tanto quanto o sol. Preferencialmente, saia com os cães antes das 10h e após as 17h. Assim, você evita que eles fiquem muito cansados, ofegantes e que queimem as patinhas;

2 – Passeio não tira férias: é importante adaptar, mas manter a frequência de passeios do cachorro mesmo no verão. Caso falte disposição ou tempo para passear com o cãozinho, vale chamar um passeado. Na DogHero é possível contratar passeios de 30 minutos ou 1 hora e a atenção é exclusiva: os passeios acontecem com um cachorro por vez (ou até três, se forem da mesma família).

3 – Cuidado para não queimar as patinhas do cachorrinho: faça o teste com o seu pé descalço ou com a palma da sua mão. Se você não aguentar o contato por mais do que dez segundos, é provável que seu cãozinho também não aguente. Nesse caso, não saia com o cachorro e escolha outro horário para o passeio;

4 – Opte pela grama: a grama é bem mais fresca que o asfalto e causará mais conforto ao passeio do cachorro, evitando possíveis queimaduras nas patinhas (além de ser mais divertida);

5 – De olho no trajeto: durante todo o passeio temos que ficar atentos a qualquer movimento que o cachorro faça. Mesmo que o trajeto já seja conhecido por ambas as partes, o cachorro pode se machucar com algum objeto cortante e ferir os coxins (as famosas “almofadinhas” que ficam na sola da pata dos cães). Ele também pode acabar ingerindo algum corpo estranho ou resto de lixo da rua, ou até mesmo acabar se machucando caso se aproxime de locais (portões) em que haja pets que não aceitem a presença de outros animais. Para evitar isso, basta manter a guia curta e sempre firme.

6 – Hidratação: não se esqueça de levar água fresca para o oferecer ao cãozinho durante o passeio. Mesmo que ele não aparenta estar com sede, ofereça água e estimule a ingestão dela para trazer mais conforto ao cachorro e evitar que ele passe mal com o calor.

Sobre a DogHero
A DogHero é a maior empresa de serviços para cães da América Latina. Pelo seu app e site, conecta pais de cachorro a passeadores e anfitriões que hospedam cães em casa. Atualmente, a comunidade de cuidadores conta com mais de 20 mil anfitriões em 750 cidades no Brasil, Argentina e México que passam por um extenso e rigoroso cadastro e recebem orientação adequada. A DogHero foi fundada em 2014 por Eduardo Baer e por Fernando Gadotti.

Bruna Munhoz

The author Bruna Munhoz

Leave a Response