Cultura

Cultura

Casa em que Domingos Montagner nasceu poderá se tornar um espaço de cultura e educação, no bairro do Tatuapé, em São Paulo

Foto-Daryan-Dornelles-2

A campanha de financiamento coletivo está no ar e já chegou a 35 % da arrecadação, mas ainda falta muito para bater a meta mínima. É TUDO OU NADA.

Ao longo da vida, seja como o ator, produtor, palhaço ou professor, Domingos Montagner sempre acreditou na educação e na arte como ferramentas de crescimento e de transformação. Pouco mais de três anos depois da morte precoce do artista, aos 54 anos, seu legado virou inspiração para o sonho de transformar a casa onde o ator nasceu, no bairro do TatuapéSão Paulo, em uma referência de cultura e educação para a Zona Leste da capital. A iniciativa é do Instituto DOM, associação sem fins lucrativos formada pela viúva do ator, a produtora executiva Luciana Lima; seu sócio na Cia LaMínima e grande parceiro, Fernando Sampaio; o irmão do ator e contabilista tributário, Francisco Montagner; e o amigo e gestor cultural com larga experiência em educação pela arte, Gustavo Wanderley

A ideia é que juntos possamos transformar a casa simples – localizada na rua Tijuco Preto, 263 – na sede da Casa Domingos Montagner – Cultura & Educação, espaço que abrigará cursos, vivências, espetáculos, exposições, e oportunidades educativas, através do Circo e do Teatro, para jovens de 14 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social. O propósito não é formar artistas, mas facilitar a autonomia dos jovens na busca de conhecimento, na capacidade de trabalhar em grupo e cuidar do coletivo, entre muitas outras habilidades fundamentais para qualquer profissão e para a vida. A Casa também terá espaço para a formação de Artistas-Educadores, com o objetivo de ampliar o alcance de trabalho com os estudantes. 

“Agora, estamos na reta final, porém ainda falta muito para alcançarmos a meta. Como já se sabe, caso não alcancemos a meta total, teremos que devolver TODO o valor que conseguimos até agora, e já são mais de R$ 104 mil reais. Juntos podemos construir mais oportunidades para jovens em situação de vulnerabilidade social”, declara Luciana Lima, viúva do ator e president da Casa DOM.

A segunda etapa contará com outras ações de financiamento e prevê a construção de um edifício com três pavimentos. O complexo abrigará uma sala de espetáculos multiuso (incluindo cinema); uma sala para expressões do corpo (teatro, acrobacia, comicidade física/pantomina e palhaçaria); um laboratório de desenho em cena (cenografia, figurino e impressão 3D de maquetes para a cenários); uma sala de convivência, além de educativo, coordenação, administração, sanitários e camarins. No espaço para exposições haverá uma mostra permanente sobre a trajetória do artista.  

Domingos sempre falou com muito carinho do bairro onde nasceu, cresceu e onde se formou professor. A casa foi doada pelos herdeiros da família Montagner ao Instituto para contribuir com o desenvolvimento de crianças e jovens. Nosso desejo é que se torne um centro para potencializar o convívio entre pessoas de todas as idades”, declara Francisco Montagner, irmão do ator.

PARA COLOBORAR COM O PROJETO E SABER MAIS ACESSE: www.institutodom.com

Sobre Domingos Montagner:

Domingos Montagner foi ator, palhaço e artista circense. Iniciou sua carreira no teatro, através do curso de interpretação de Myriam Muniz, e no Circo Escola Picadeiro conheceu as técnicas e o vocabulário que o conduziram para o circo e a arte popular.

Com Fernando Sampaio, formou em 1997 o Grupo LaMínima, que possui 12 espetáculos em repertório. A Noite dos Palhaços Mudos, de 2008, lhe rendeu o Prêmio Shell de Melhor Ator.

Em 2003, com mais oito artistas, criou o Circo Zanni, do qual foi diretor artístico.

Sua estreia na TV aconteceu com o seriado “Mothern”, no canal GNT. Na Rede Globo, fez participações nas séries “Força-Tarefa”, “A Cura” e “Divã”.

Em 2011, atuou em sua primeira novela, “Cordel Encantado”. Em 2012, protagonizou a minissérie “O Brado Retumbante”, de Euclydes Marinho. No mesmo ano, atuou na novela “Salve Jorge”, de Glória Perez. Estreou no cinema também em 2012, com uma participação especial no longa “Gonzaga – de Pai pra Filho”, de Breno Silveira.

Em 2013, foi escalado para a novela das 18h, “Joia Rara”, de Thelma Guedes e Duca Rachid. Em 2015, interpretou Miguel, protagonista da novela “Sete Vidas”, de Lícia Manzo. Em seguida, deu vida ao delegado Espinosa na série “Romance Policial – Espinosa”, adaptação do livro “Uma janela em Copacabana”, de Luiz Alfredo Garcia Roza, que foi ao ar no canal GNT,  com direção geral de José Henrique Fonseca. No mesmo ano, ator participou dos longas-metragens “Vidas Partidas” (Marcos Schechtman),  “De Onde te Vejo” (Luiz Villaça) e “O Outro Lado do Vento” (Walter Lima Jr).

O último trabalho do ator para a tevê foi como o Santo de “Velho Chico”, novela de Benedito Ruy Barbosa, com direção de Luiz Fernando Carvalho.

Fonte/ Entrevistas: Gustavo Wanderley – Diretor Social da Casa DOM

Leia mais
CulturaLazer

Música ao vivo, oficinas e contação de histórias gratuitas em SP

3=M2N1UTZ5ojci5SbvNmLlZWasRXaA9GduVWbpRmblRXY6UDN4ATM0gTN2ozZlBnauQzM5YDOzIGM5IDZ2QTMjBDMjNzM3IWY3UTOxATNlZzMGJTJlZzMGJTJ2IjNxYkMlcjMwMTMf1SNx0yXt92YuIHct1SaGJTJGJTJBNTJwRHdopTO

Neste fim de semana, o Rua da Gente também traz práticas integrativas, corporais e de lazer nas zonas Leste, Sul e Oeste

São Paulo, 23 de outubro de 2019 — O Programa Rua da Gente acontece neste sábado (26), no Jabaquara, Tiradentes e Santo Amaro. No domingo (27) chega aos bairros Sumaré, Cangaíba e Itaim Paulista.
O objetivo é ocupar espaços públicos, integrar atividades de lazer e esporte para trabalhar o corpo e a mente, além de estimular novos hábitos com oficinas de artesanato, danças variadas e oficinas de circo.
Confira os endereços e atividades:
SÁBADOJabaquara

Quando: Sábado, 26
Horário: das 9h às 18h
Local: Rua Rosália de Castro, 626 – Vila Campestre – Jabaquara

Atividades lazer
Recreação, brincadeiras de rua, queimada cone, câmbio, piscina de bolinha, sorvebol, oficina de circo, oficina de pipa e cata-vento.

Atividades culturais
10h às 13h – Pintura facial e recreação
12h às 17h – Pipoca e algodão doce
10h30 – Histórias e acessibilidade — contação e vivências
11h30 – Casada comigo mesma – intervenção
11h30 – Contação de histórias — Tá na mesa
13h – Contação de histórias — Cantigas na Meia
14h — Oficina escultura em balão
15h – Caravana Tapioca/ Circo
16h – Oficina escultura em balão
17h – Sanfonástica Mulher Lona — música

Tiradentes
Quando: Sábado, 26
Horário: das 9h às 18h
Local: Av. Metalúrgicos, 1100 – Cidade Tiradentes

Atividades culturais
10h às 14h – Recreação
10h30 – Dois Girassóis – música
11h30 – Maria Café / contação
13h às 18h – Balões / Pipoca e algodão doce
13h às 17h – Personagens Itinerantes – pernas de pau
14h às 18h – Pintura Facial
13h – Contos e Causos / contação
14h e 16h – Bonecos Livres / vivência
15h – Circo do Jiló / Circo
17h – Meu Carnaval é Assim / Música

Práticas Corporais
Tenda 1
9h – Pilates
10h – Street Dance
11h – Dança de salão
12h – Funcional / Circuito
13h – Fit Dance
14h – Abdominal
15h – Alongamento
16h – Zumba
17h — Alongamento
18h — Encerramento das atividades

Tenda 2
9h – Street Dance
10h — Pilates
11h – Zumba
12h – Dança de Salão
13h – Alongamento
14h – Funcional / Circuito
15h – Fit Dance
16h – Abdominal
17h – Funcional / Circuito
18h — Encerramento das atividades

Santo Amaro
O que vai ter: Práticas integrativas
Quando: Sábado, 26
Horário: das 9h às 18h
Local: Praça Floriano Peixoto – Santo Amaro

Tenda 1
9h – Chi Kung
10h – Tai Chi Chuan
11h – Meditação Guiada
12h – Meditação
13h – Tai Chi Chuan
14h – ThetaHealing
15h – Yoga
16h – Danças circulares
17h – Meditação
18h — Encerramento das atividades

Tenda 2
9h – Meditação Guiada
10h – Meditação
11h – Chi Kung
12h – Tai Chi Chuan
13h – ThetaHealing
14h – Yoga
15h – ThetaHealing
16h – Meditação
17h – Danças circulares
18h — Encerramento das atividades

DOMINGOSumaré
O que vai ter: Práticas integrativas
Quando: Domingo, 27
Horário: das 9h às 18h
Local: Praça Irmãos Karman – Av. Sumaré, 1380 – Sumaré

Tenda 1
9h – Chi Kung
10h – Tai Chi Chuan
11h – Meditação guiada
12h – Meditação
13h – Tai Chi Chuan
14h – ThetaHealing
15h – Yoga
16h – Danças circulares
17h – Meditação
18h — Encerramento das atividades

Tenda 2
9h – Meditação guiada
10h – Meditação
11h – Chi Kung
12h – Tai Chi Chuan
13h – ThetaHealing
14h – Yoga
15h – ThetaHealing
16h – Meditação
17h – Danças circulares
18h — Encerramento das atividades

Cangaíba
Quando: Domingo, 27
Horário: das 9h às 18h
Local: Praça Pedro Breda – Rua Pássaro Preto s/n – com Rua Divino – Gangaíba

Atividades culturais
09h às 18h – Decoração
10h às 14h – Recreação
10h30 – Dois Girassóis – música
11h30 – Maria Café / contação
13h às 17h – Personagens Itinerantes – pernas de pau
13h às 18h – Balões Pipoca e algodão doce
14h às 18h – Pintura Facial
13h – Histórias da Mata / contação
14h e 16h – Malabares e truques de adivinhação
15h – Grupo Ôncalo / música

Práticas corporais
Tenda 1
9h – Pilates
10h – Street dance
11h – Dança de salão
12h – Funcional / Circuito
13h – Fit Dance
14h – Abdominal
15h – Alongamento
16h – Zumba
17h – Alongamento
18h — Encerramento das atividades

Tenda 2
9h – Street dance
10h – Pilates
11h – Zumba
12h – Dança de salão
13h – Alongamento
14h – Funcional / Circuito
15h – Fit Dance
16h – Abdmonial
17h – Funcional / Circuito
18h — Encerramento das atividades

Itaim Paulista
Quando: Domingo, 27
Horário: Das 9h às 18h
Local: Rua Padre Virgílio Campelo, 150 – Encosta Norte – Itaim Paulista

Atividades de lazer
Das 9 às 18h – Recreação, brincadeiras de rua, queimada cone, câmbio, pula-pula, escorregador, cama elástica e oficina de slime.

Atividades culturais
10h às 14h – Casa do Brincar — Brincadeiras tradicionais e atividades lúdicas
10h30 – Histórias e acessibilidade / contação e vivências
11h30 às 18h – Kombi dos Sonhos
13h – Contação de histórias / Maria Kubrusly
14h às 15h – Casa do brincar / Oficina de Barangadão
14h às 18h – Oficina montagem da nave
15h – Performance Circo / WK Mundo

Sobre o Rua da Gente
O Programa Rua da Gente é um projeto em parceria de três secretarias: Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de São Paulo (SEME), Secretaria de Cultura e Secretaria de Relações Socias, cujo objetivo é estimular a ocupação de espaços públicos com atividades esportivas e culturais gratuitas aos sábados e domingos, nos quatro cantos da cidade.
Com investimento para fornecer equipamentos, profissionais e toda infraestrutura necessária, até 2020 serão realizadas 320 edições, em diversas ruas da cidade e com uma expectativa de 125 mil pessoas atendidas.
www.ruadagente.com.br

Leia mais
CulturaTeatro

Episódio da série “As Protagonistas”, de Tata Amaral, será exibido na 43° Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

04_TataAmaral_foto_AndréLorenzMichilis_ASPROTAGONISTAS.jpg

O episódio 3 das séries “As Protagonistas”, da cineasta Tata Amaral,  que irá estrear  em 2020, foi escolhido para abrir o I Fórum Nacional Lideranças Femininas no Audiovisual, na segunda, dia 21 de outubro, às 20h no CineSesc. Em seguida haverá uma exposição dos principais achados da pesquisa empreendida pela cineasta e sua equipe. O evento faz parte da programação da 43°Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

As Protagonistas é uma série com 13 episódios que conta a história do audiovisual brasileiro a partir da produção das cineastas mulheres, desde o início da história do cinema brasileiro até os dias de hoje. A produção é da Tangerina Entretenimento e estreará no canal CineBrasil TV em 2020.

O episódio que será exibido 43° Mostra de SP traz as protagonistas Adélia Sampaio, Helena Ignez, Helena Solberg, Heloísa Buarque de Hollanda, Lygia Pape, Ana Maria Veiga, Ana Carolina, entre outras. Ele revela o início da trajetória destas cineastas, sua relação com o Cinema Novo, e como elas se afirmam como autoras através de uma linguagem original e inédita. Conta também algumas histórias de bastidores e o processo criativo dos filmes.  

Fórum

O I Fórum Nacional Lideranças Femininas no Audiovisual vai reunir nos dias 21 e 22 de outubro expoentes desse movimento em diversos estados para compartilhar informações e propor uma agenda de ações para 2020 para a construção de um futuro de mais e melhores oportunidades para as mulheres do audiovisual brasileiro.

I Fórum Nacional Lideranças Femininas no Audiovisual faz parte da programação da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, com o apoio da SPCINE e do SESC, com a parceria da ONU Mulheres e a participação de diversas entidades do setor.”

Serviço

Exibição especial série “As protagonistas” na 43. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Abertura I Fórum Nacional Lideranças Femininas no Audiovisual

Dias 21 de outubro às 20h

CINESESC, Rua Augusta 2075, (Dia 21)

Entrada Gratuita

Leia mais
Cultura

Gabi Lopes descobre traição dos pais em filme

image001 (4)

A comédia “A Mulher Do Meu Marido” já está em cartaz nos cinemas de todo o país

Fotos filme (Créditos: Mariana Vianna) e Fotos novo visual (Créditos: Ita Mazzutti)

Desde a última quinta-feira (29), o filme “A Mulher do Meu Marido” entrou em cartaz nos cinemas de todo o Brasil. A comédia romântica estrelada por Gabi Lopes, Luana Piovani, Paulo Tifenthaler, Maria Clara Gueiros, Aylin Prandi, Francisco Andrade, Guida Vianna, Naomi Nero e Toni Garrido, narra a história de dois casais que vivem uma troca involuntária. Gabi interpreta Paula, filha adolescente do casal Joana (Luana Piovani) e Paulo (Paulo Tifenthaler), que descobre a traição do pai e, com ciúmes, coloca a relação extraconjugal em xeque, causando uma grande reviravolta.  

“A Paula é muito curiosa. É a típica jovem com pulga atrás da orelha e sem boletos para pagar. Ela embarca de cabeça na aventura de se tornar detetive para descobrir sobre uma possível traição do seu pai, mas acaba descobrindo mais uma”, conta Gabi que revela que o mais desafiador nas filmagens era não rir.

O longa foi filmado integralmente no Rio de Janeiro, entre abril e maio de 2017. As locações na cidade incluem espaços como o Museu do Amanhã, o Mirante do Leblon, a Zona Portuária, Santa Teresa, Urca e São Conrado.

“Eu estava em uma viagem espiritual na Tailândia quando meu telefone tocou. O diretor de ‘O Último Virgem’ tinha me indicado para um papel no próximo filme da LC Barreto. Eu não acreditei. Me convidaram para o projeto e quando eu vi, já estava no Rio de Janeiro fazendo a leitura do roteiro, com todos aqueles atores e atrizes que eu admirava tanto. Foi um sonho!”, relembra Gabi.

“A Mulher do Meu Marido” tem a produção assinada por Paula Barreto, da LC Barreto/Filmes do Equador, direção e roteiro de Marcelo Santiago e distribuição da Bretz Filmes.

Confira o trailer:

Recentemente Gabi Lopes mudou o visual para viver Mariana no curta “Só Olhando”, que será rodado na primeira semana de setembro. No final de agosto a atriz participou de mais uma produção e filmou o curta “Nanquin”, do diretor Gabriel Galindo. Gabi e Gabriel já haviam trabalhado juntos em “View”, filme que rendeu a ela dois prêmios como melhor atriz. Um no ‘FirstGlance Film Festivals’, em Los Angeles, e o outro no ‘Festival Internacional de Cinema Take Único’.

Leia mais
Cultura

Não perca a presença de Léo Ferreira, Guto Andrade e Luca Mendes no Comédia ao Vivo desta sexta-feira (16)

fd1366e120a5fbe44d6d4300b09a61f1_medium

Comediantes se apresentam no Teatro Renaissance, em São Paulo

Nesta sexta-feira (16), às 23h59, os humoristas  Léo Ferreira, Guto Andrade e Luca Mendes são os convidados especiais do Comédia ao Vivo, grupo de humor mais antigo em cartaz no cenário nacional. A apresentação, que rola no Teatro Renaissance, em São Paulo, conta com elenco rotativo e participações de convidados de peso do cenário stand up nacional.

Hoje, o elenco é formado por Luiz França e Fabio Rabin – que estão desde a formação original – e conta com as grandes revelações da comédia no seu elenco atual, como Thiago Ventura, Murilo Couto, Dih Lopes, Nando Viana e o experiente Diogo Portugal.

Já fizeram parte do elenco do Comédia Ao Vivo: Marcelo Adnet, Danilo Gentilli, Márcio Ribeiro, Dani Calabresa, entre outros grande nomes. Stand-up Comedy é um gênero teatral conhecido também como humor de cara limpa apresentado por apenas um comediante, geralmente em pé, com um microfone e um feixe de luz, sem o auxílio outros elementos cênicos. O comediante não conta piadas convencionais, ele trabalha com textos originais autorais feitos a partir de situações do cotidiano.

SERVIÇO

Comédia Ao Vivo no Teatro Renaissance

Temporada: Até 21 de Dezembro de 2019 (todas as sextas)

Horário: 23:59

Local: Teatro Renaissance

Endereço: Alameda Santos, 2233, Jardins – São Paulo – SP

Valores: R$ 60 (inteira) R$ 30 (meia)

Ingresso online: www.compreingressos.com

Ingresso por telefone: (11) 2626-8038 (de segunda a domingo das 9h às 21h)

Bilheteria: Terça a quinta, das 14h às 20h. Sexta a domingo, das 14h até o início do espetáculo.

Telefone Bilheteria: (11) 3069-2286

Capacidade: 440 pessoas

Duração: 90 minutos

Classificação: 16 anos

Acessibilidade: Sim

Ar Condicionado: Sim

Formas de Pagamento: Dinheiro, débito ou cartão de crédito (Visa, Mastercard, Diners, American Express)

Valet: R$ 30,00

Leia mais
Cultura

Rogerio Vilela, Bruna Louise, Lucas Ramos e Osmar Campbell são os convidados do Comédia ao Vivo desta sexta-feira (9)

WhatsApp-Image-2019-08-05-at-12.12.36


Ao lado de Luiz França, grupo se apresenta no Teatro Renaissance

 

Os humoristas Rogerio Vilela, Bruna Louise, Lucas Ramos e Osmar Campbell estão no elenco do Comédia ao Vivo desta sexta-feira (09), às 23h59, no teatro Renaissance. O grupo se apresenta ao lado do experiente Luiz França e é um dos mais antigos em atividade do cenário nacional. Em cartaz todas as sextas-feiras, no Teatro Renaissance, o show ainda conta com elenco rotativo e participações de convidados de peso do cenário stand up nacional.

Hoje, o elenco é formado por Luiz França e Fabio Rabin – que estão desde a formação original – e conta com as grandes revelações da comédia no seu elenco atual, como Thiago Ventura, Murilo Couto, Dih Lopes, Nando Viana e Diogo Portugal.

Já fizeram parte do elenco do Comédia Ao Vivo: Marcelo Adnet, Danilo Gentilli, Márcio Ribeiro, Dani Calabresa, entre outros grande nomes. Stand-up Comedy é um gênero teatral conhecido também como humor de cara limpa apresentado por apenas um comediante, geralmente em pé, com um microfone e um feixe de luz, sem o auxílio outros elementos cênicos. O comediante não conta piadas convencionais, ele trabalha com textos originais autorais feitos a partir de situações do cotidiano.

SERVIÇO

Comédia Ao Vivo no Teatro Renaissance

Temporada: Até 21 de Dezembro de 2019 (todas as sextas)

Horário: 23:59

Local: Teatro Renaissance

Endereço: Alameda Santos, 2233, Jardins – São Paulo – SP

Valores: R$ 60 (inteira) R$ 30 (meia)

Ingresso online: www.compreingressos.com

Ingresso por telefone: (11) 2626-8038 (de segunda a domingo das 9h às 21h)

Bilheteria: Terça a quinta, das 14h às 20h. Sexta a domingo, das 14h até o início do espetáculo.

Telefone Bilheteria: (11) 3069-2286

Capacidade: 440 pessoas

Duração: 90 minutos

Classificação: 16 anos

Acessibilidade: Sim

Ar Condicionado: Sim

Formas de Pagamento: Dinheiro, débito ou cartão de crédito (Visa, Mastercard, Diners, American Express)

Valet: R$ 30,00

 

 

Leia mais
Cultura

Grandes nomes da arte urbana estão em Itapevi para pintar a West Side Gallery

Yy5ybjlmc1VmRyUycuV2Zh1WaGJTJz9VL50yXGJTJt92YuIHct1SaGJTJGJTJBNTJwRHdopDM

Galeria terá 630 metros lineares e será quase quatro vezes maior que o Beco do Batman

West Side Gallery terá 630 metros lineares

Chivitz, Minhau, Xguix, Sipros, Waleska Nomura são alguns dos artistas que estão empenhados nesta semana para pintar uma das maiores galerias de arte urbana do Brasil, a West Side Gallery, na cidade de Itapevi, na Grande São Paulo.

Inspirado na galeria da capital da Alemanha, Berlim, a West Side Gallery terá participação de 18 artistas para grafitar 630 metros lineares, quase quatro vezes maior que o famoso Beco do Batman, que tem 170 metros lineares.

A galeria está sendo pintada no Corredor Oeste, na região central de Itapevi, com total de 3.784 metros quadrados. Os trabalhos foram iniciados no domingo (4) e seguem até sábado, 10 de agosto, quando também terão apresentações musicais.

Dentre os artistas envolvidos no projeto de Itapevi, estão o casal Chivitz e Camila Pavanelli, mais conhecida como Minhau. Obras dos dois podem ser encontradas em vários endereços da capital, como estação da Luz, ruas Augusta e Frei Caneca e muros do Brás.

De Itapevi, Sipros já tem pinturas em diversos países, como Estados Unidos (Massachusetts, New York, Carolina do Norte, Miami), México, China, entre outros.

Guilherme Matsumoto, mais conhecido como Xguix, tem influência de HQ e traz para as paredes desenhos humanizados. Seu estilo é criar figuras que não existem no mundo real, de forma lúdica e mágica.

A idealização do projeto é da Prefeitura de Itapevi, com patrocínio da empresa Lopes Supermercados e curadoria da Instagrafite. “Valorizar a arte urbana é um dos nossos objetivos. Já temos prédios públicos, viadutos e outras paredes em diversas vias grafitadas e agora queremos dar oportunidade a mais artistas para atuarem diretamente no embelezamento urbano da cidade”, destacou o prefeito Igor Soares (Podemos).

Para patrocinar a iniciativa, a Lopes Supermercados participou de chamamento público aberto pela Prefeitura. “Com sete anos no município de Itapevi, é com grande satisfação que vamos contribuir efetivamente com o fortalecimento da arte urbana. Valorizar a cultura e as iniciativas locais integram as políticas da rede que completa 45 anos e conta com 30 lojas”, destacou Fabiana Tarsitano Mourão, representante da unidade em Itapevi.

Leia mais
Cultura

SÉRIE CAUSANDO NA RUA MOSTRA COLETIVOS DE RECIFE (PE) EM AÇÃO COM BATALHAS DE MC’S E INTERVENÇÕES URBANAS FEMININAS

Causando_na_rua_Batalha_do Terminal_de_Caru_Alves_de_Souza_Foto_Thaisa_Oliveira_008

Dirigidos por Caru Alves de Souza, em parceria com Mari Palumbo, os próximos três episódios da série “Causando na Rua”, que vai ao ar  aos sábados, às 20h,  no canal CinebrasilTV, serão dedicados a cidade de Recife, em Pernambuco.

A série, que mostra ações de coletivos nos espaços públicos nas cidades de São Paulo e Recife, tem como objetivo de “causar”, propondo uma reflexão sobre as diversas formas de ressignificar esses espaços pelas propostas de múltiplos artistas.

No dia 10/08, é a vez do Coletivo Deixa Ela em Paz, coletivo feminista que faz intervenções urbanas, como colagem de lambe-lambe, para transformar a realidade cotidiana das mulheres e suas vivências nas cidades buscando o enfrentamento ao machismo e à discriminação de gênero.

Já no dia 17/08, a série mostra a Batalha do Terminal, uma batalha de MCs que promove o hip hop nas comunidades e contribui com a formação cultural dos jovens periféricos. Segunda maior batalha da cidade, pretende difundir a conquista do espaço público e resistência nas ruas através das rimas, entendendo o Hip Hop como agente de transformação.

A diretora Caru Alves de Souza é representante da nova geração de mulheres protagonistas do cinema brasileiro. Seu primeiro longa metragem De Menor (2014) participou e recebeu prêmios em festivais internacionais como San Sebastian e Marseille du Sud e nacionais como Festival Internacional do Rio de Janeiro e Mostra Internacional em São Paulo. Autora de premiados curta metragens como Assunto de Família (2011) e O Mundo de Ulim e Oilut (2011).

A direção geral é da cineasta Tata Amaral, responsável por títulos marcantes da cinematografia brasileira recente, como “Um Céu de Estrelas” (1996), filme considerado um dos três mais importantes da década de 1990; “Antônia” (2006), adaptado pelo Rede Globo numa minissérie indicado ao Emmy, o ‘Oscar da televisão’),  “Hoje” (2013), “Trago Comigo” (2016) e o recente Sequestro Relâmpago (2018) “campeão de audiência” no tela quente em maio de 2019 . A diretora responde ainda por um elogiado episódio da série “Psi”, da HBO, entre outros projetos.

A produção é da Tangerina Entretenimento em parceria com o Canal CineBrasilTV, com apoio do BRDE – Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul, FSA – Fundo Setorial do Audiovisual  e Ancine – Agência Nacional de Cinema.

Leia mais
Cultura

Prefeitura do Rio lança o Programa Cadeira Cativa e vai distribuir dois mil ingressos por mês

PETER PAN 1 – DNG
Iniciativa que tem o objetivo de ampliar o acesso à cultura vai beneficiar instituições e projetos sociais

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, lança o programa Cadeira Cativa. O projeto, que tem o objetivo de democratizar o acesso às artes e formar futuros consumidores da cultura, vai distribuir gratuitamente cerca de 2 mil ingressos de atividades culturais por mês para pessoas de baixa renda, projetos sociais e instituições como ONGs, universidades e escolas públicas. O responsável pela entidade deve fazer a inscrição online informando dados como a faixa etária do público atendido e a área de atuação. Após a coleta das informações, as organizações serão direcionadas aos espetáculos de acordo com o perfil. As inscrições devem ser feitas no site www.rio.rj.gov.br/web/smc.

“A Prefeitura do Rio está cumprindo um papel muito importante com esse programa: o de proporcionar o acesso à cultura para quem tem menos condições. Ao mesmo tempo em que estamos promovendo a cidadania e a inclusão social, estamos formando espectadores que, no futuro, continuarão frequentando teatros, museus e centros culturais. Hoje todos os grandes espetáculos que estão em cartaz no Rio têm alguma participação da Prefeitura, seja porque estão em cartaz em nossa rede de equipamentos culturais, seja porque contam com o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura seja com patrocínio ou com apresentação em nossos equipamentos. Estamos oferecendo o que há de melhor na atual programação carioca”, afirma a Secretária Municipal de Cultura Mariana Ribas.
Após o cadastro ser validado, a instituição passa a receber a programação dos eventos disponíveis por e-mail e tem até dois dias para manifestar interesse. O responsável deve enviar a lista com os nomes das pessoas contempladas com os ingressos, que serão colocados à disposição na bilheteria. Serão oferecidos ingressos para espaços como Museu do Amanhã, Planetário da Gávea, Cidade das Artes e Parque das Ruínas, além de ações patrocinadas pela Secretaria Municipal de Cultura.
Em fase experimental desde abril, o programa distribuiu mais de quatro mil ingressos para instituições como Ballet Manguinhos, Ligação Cultural, Projeto Arte e Dança Raízes da Vila e Instituto Mangueira do Futuro.
Leia mais
Cultura

Parques de São Paulo realizam ações para o público em campanha nacional pelo turismo em áreas protegidas

horto-florestal

“Um Dia no Parque” convida a população para atividades, como trilha, voluntariado, plantio de mudas nativas e muito mais

A Coalizão Pró-UC – coletivo de organizações da sociedade civil do qual a Fundação SOS Mata Atlântica faz parte – realiza no próximo dia 21 de julho (domingo) a segunda edição da campanha “Um dia no Parque”. Seu objetivo é incentivar os brasileiros a conhecerem melhor as áreas protegidas do país, criando uma cultura de visitação e turismo nas Unidades de Conservação (UCs), mais conhecidas como parques. Além de oferecer atividades, como caminhadas, observação de aves e passeios de barco, alguns parques não cobrarão entrada do público neste dia.

Mais de 200 parques participam da ação. Entre eles, diversas áreas protegidas da capital paulista e Região Metropolitana, como Mata de Santa Genebra – Campinas, Parque Estadual Alberto Loefgren – Horto Florestal, Parque Estadual Cantareira, Parque Estadual Jaraguá, Parque Estadual Serra do Mar, Parque Giardino di Giácomo – Diadema e Parque Tenente Siqueira Campos – Trianon. Além destes, diversas áreas do litoral e interior também estão entre as participantes. Entre as atividades realizadas estão voluntariado, trilha, concursos de pintura, observação de aves, entre outras ações.

Os detalhes de cada atividade nos parques no dia 21, horários e detalhes da programação, bem como possíveis contatos com os organizadores, podem ser obtidos no site www.umdianoparque.net/.

Entrada gratuita em parques é destaque de São Paulo

A Fundação Florestal ainda anunciou que oito parques gerenciados por ela receberão o público com gratuidade. São os Parques Estaduais: Cantareira (SP), Carlos Botelho (São Miguel Arcanjo), Caverna do Diabo (Eldorado), Ilha Anchieta (Ubatuba), Intervales (Ribeirão Grande), Marinho da Laje de Santos (São Vicente), Turístico do Alto do Ribeira – PETAR (Iporanga), Serra do Mar nos seus Núcleos Caraguatatuba (Caraguatatuba), Picinguaba (Ubatuba) e Caminho do Mar (São Bernardo do Campo).

Nestes parques, o público poderá conhecer um pouco mais da beleza da Mata Atlântica paulista e seus diversos ecossistemas, como parques que protegem áreas de mananciais na Região Metropolitana de São Paulo, passando por refúgios da vida selvagem, cavernas, praias, trilhas e até mesmo a importância destas áreas protegidas para a história do Brasil.

“Todas essas ações mostram a riqueza de nossas áreas protegidas não apenas do ponto de vista ambiental, mas da quantidade de benefícios que elas prestam às pessoas, principalmente o lazer e bem-estar. As pessoas ainda pouco conhecem essas áreas, como os exemplos citados em São Paulo, por isso essa campanha é fundamental. Precisamos aproximar estas áreas ainda mais do dia-a-dia da população”, afirma Érika Guimarães, gerente de Áreas Protegidas da Fundação SOS Mata Atlântica.

O papel das UCs Municipais

Algumas Unidades de Conservação (UCs) Municipais também participarão de Um Dia no Parque. O estudo “ICMS Ecológico e as Unidades de Conservação Municipais da Mata Atlântica”, lançado recentemente pela Fundação SOS Mata Atlântica, comprovou como estas áreas desempenham papel fundamental para as cidades, não apenas do ponto de vista ambiental, mas também econômico.

Segundo a publicação, existem 1.031 UCs municipais na Mata Atlântica, que protegem cerca de 4,1 milhões de hectares (ha), em 466 municípios. Estas reservas representam cerca de 24% da área total protegida e 39,7% do número total de UCs oficialmente reconhecidas no bioma. Dos 3.429 municípios da Mata Atlântica, 217 (6,3%) possuem apenas UCs criadas na esfera municipal, públicas e privadas, para a proteção da biodiversidade em seu território.

Os dados ainda revelaram que 58,4% das áreas protegidas municipais são as mais próximas de aproximadamente 65 milhões de brasileiros, de um total de 145 milhões habitantes que vivem na Mata Atlântica. O estudo ainda demonstra que, Parques Naturais Municipais (PNM) e Áreas de Proteção Ambiental Municipal (APAM) são as categorias mais adotadas pelos municípios, representando 79,7% do número e 97,3% da área total. As APAMs representam 44,1% do número e 95,4% da área protegida pelas UCs municipais na Mata Atlântica.

Por outro lado, o estudo afirma que a falta de capacidade institucional e a implementação de mecanismos financeiros e de cooperação técnica entre os órgãos ambientais e com os demais setores governamentais, são os principais gargalos nesta área. Apenas 25,8% (266) das UCs municipais da Mata Atlântica registradas nesse estudo estão inseridas no Cadastro Nacional de Unidades de Conservação (CNUC). E somente 35% das UCs municipais possuem algum tipo de informação nos websites das prefeituras e/ou estão registradas no CNUC, evidenciando o desafio de sistematizar informações a respeito delas.

“É preciso mostrar como as áreas protegidas contribuem para gerar receitas para municípios que, além da área ambiental também são investidos em outras áreas também estratégicas, como educação e saúde, garantindo a melhoria da qualidade de vida da população. Isso pode acontecer com o ICMS Ecológico que, em alguns casos, o recurso recebido por este mecanismo pode ser maior que a execução orçamentária anual para o meio ambiente na cidade”, afirma Luiz Paulo Pinto, biólogo responsável pelo estudo, que é mestre em ecologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica
A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG ambiental brasileira. Atua na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica por meio do monitoramento do bioma, produção de estudos, projetos demonstrativos, diálogo com setores públicos e privados, aprimoramento da legislação ambiental, comunicação e engajamento da sociedade em prol da recuperação da floresta, da valorização dos parques e reservas, de água limpa e da proteção do mar. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.

Leia mais
1 2 3 5
Page 1 of 5