Empreendedorismo

MARCELLA IZZO, CHEF DO  NO BONES: “AÇOUGUE VEGANO” DE ARQUITETA À CHEF INTERNACIONAL

De acordo com pesquisa do IBOPE, o número de vegetarianos no Brasil
quase dobrou em 6 anos e chegando a 29 milhões de pessoas. Entre eles,
podemos encontrar a Marcella Izzo, que inaugurou no final de 2016 o
primeiro Açougue Vegano chamado No Bones – The Vegan Butcher Shop, e
hoje lidera a revolução vegana de carnes vegetais no Brasil.

Marcella, cursou arquitetura e se formou em design de interiores, onde
trabalhou até 2015. “Sempre trabalhei com criação, a arquitetura e
design demanda muito de inovação e projetos diferenciados para se
diferenciar no mercado”, porém me sentia muitas vezes presa em uma
sala de escritório, e vi que não era aquilo que queria pra seguir na
minha vida”. Ela conta que sempre foi apaixonada por gastronomia, e que
gosta
de cozinhar desde pequena. “Quando resolvi empreender, logo percebi que
teria que ser no ramo de alimentação. Aí aliei a minha parte
criativa ao que amo fazer que é cozinhar, e como sou vegana, decidi
inaugurar o primeiro açougue vegano, onde a ideia é que as pessoas
encontrem substitutos para carnes de origem animal, porém vegetal para
o dia a dia e confraternizações como churrasco”, afirma.

A ideia também surgiu de um déficit no mercado. As poucas opções
que tinham no mercado eram de soja. Pesquisando referências fora do
Brasil,  Marcella em 8 meses criou o cardápio de congelados do No
Bones.

Atualmente o açougue vegano já possui uma linha com mais de 20 itens
de fabricação própria que são distribuídos em mercados, empórios
e restaurantes em São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul,
Goiânia, Brasília, Rio Grande do Sul além das franquias em Niterói
/ RJ e Taubaté / SP. “Nosso próximo passo é exportar os produtos para
Canadá e Estados Unidos, já tivemos contatos com pessoas, que
conheceram o nosso trabalho e querem levar a marca para lá”, comenta.
De acordo com Marcella, o No Bones conseguiu uma grande repercussão
nacional por estar sempre em pautas de programas de TV, jornais e
revistas. Porém a visibilidade lá fora veio do portal _”Tastemade”,
_”Eles fizeram uma matéria bem legal em vídeo contando todo o nosso
trabalho, e replicaram para o mundo inteiro. Na página internacional
deles, tem mais de 30 milhões de seguidores e recebemos muitas
mensagens de incentivo, e semanalmente vem muita gente de fora nos
conhecer” conta.

Entre os produtos, podemos encontrar 6 opções de hambúrguer,
salsichas, linguiças, nuggets, coxinhas, além dos cortes especiais
como a picanha vegetal, Costelinha com Barbecue, Carré de quinoa &
shimeji, caveman meat (corte lúdico que imita o visual da carne do
homem das cavernas), carne de jaca temperada e o recente lançamento
“Smoked Steak by Jack”, que são bifes artesanais defumados com lascas
importadas feitas de barris de Jack Daniels. No açougue físico, há
também queijos veganos, mortadela, bacon, carvão e produtos
importados. “Queremos oferecer o leque de produtos que um açougue
tradicional tem, porém com itens muito mais saudáveis e saborosos”
afirma a chef.

O diferencial do açougue está na criação. os “Fake Meats”, como ela
chama, são bastantes conhecidos no mercado europeu, australiano e
americano, porém encontra-se ainda pouca coisa no Brasil além dos
hambúguers. “Imitamos o visual por conta do appetite appeal das
peças.

É muito fácil ver o corte e já imaginar o que fazer com ele. Quando
a pessoa olha para a picanha, já sabe que ela vai bem em um churrasco”,
exemplifica.

A ideia tem dado certo, cerca de 50% do público ainda consome carne, e
está em transição, diminuindo o consumo no dia a dia ou vai para
experimentar algo diferente. “Graças a isso, conseguimos chamar
atenção e falar da causa animal e ambiental a milhares de pessoas”.
Para se ter uma ideia, para produzir um kilo de carne bovina, gastam-se
mais de 15 mil litros de água. “Aqui olhamos para os animais,
sustentabilidade e saúde”.

O No Bones, fica localizado na RUA CARAÍBAS, 1243 EM PERDIZES – SÃO
PAULO, e em todos finais de semana e feriados ocorre eventos com
novidades no local.

Para conhecer e saber mais, acesse www.nobones.life

Tags : açougue veganomarcella izzovegano
ANA PAULA FELIX

The author ANA PAULA FELIX

Leave a Response