Gastronomia

Reeducação alimentar: saiba como tornar esse processo mais simples

Nutricionista da Dietbox dá dicas para ter uma vida mais saudável sem sofrimento

Realizar uma reeducação alimentar nem sempre é um processo fácil, mas pode trazer inúmeros benefícios – principalmente a garantia de uma vida saudável a longo prazo. Atualmente, o consumidor tem à sua disposição uma variedade grande de alimentos não-saudáveis, em sua maioria industrializados, que funcionam como alternativas na correria do dia a dia ou na hora de realizar refeições fora de casa. Mas não é por isso que um processo de reeducação alimentar precisa ser sofrido ou difícil, como muitos pensam. Com isso em mente, Luiza Ferracini, nutricionista do Dietbox, empresa responsável pelo software de nutrição mais utilizado no Brasil, trouxe algumas dicas para quem procura entender como transformar a reeducação alimentar em algo mais tranquilo.

Quando se trata de ter uma dieta balanceada, é imprescindível reduzir a quantidade de alimentos industrializados. “Além de fazerem mal, diminui-los na rotina faz com que alimentos benéficos para a saúde sejam ainda mais saborosos, uma vez que o paciente passa a prestar atenção no gosto do que chamamos de comida de verdade”, comenta Luiza.

Realizar trocas inteligentes, como substituir alimentos refinados por integrais também é uma dica importante. “O ideal é lembrar sempre que será necessário ter uma boa preparação mental, pensando sempre na qualidade do alimento e o bem que ele fará para o organismo como um todo”, acrescenta a especialista.

Outro fator importante é ter uma boa rotina, por exemplo, manter-se bem hidratado (recomendável 2 litros de água por dia), fazer exercício físico regularmente e mastigar bem a comida, dando tempo para o sistema nervoso captar a neurotransmissão que indica saciedade, são alguns hábitos que podem auxiliar na hora da mudança do mindset. “A combinação de diferentes práticas saudáveis, em detrimento de uma única mudança na rotina, leva a resultados mais rápidos e visíveis, o que incentiva o paciente a continuar buscando por seu objetivo de levar uma vida mais saudável a longo prazo”, explica.

A especialista ressalta, ainda, que o mais importante em todo o processo é ter o acompanhamento de um profissional qualificado. “É essencial ter um nutricionista de confiança, pois ajuda a organizar a rotina, garantindo que o paciente tenha o tempo necessário para a readequação do seu paladar evitando que haja uma possível deficiência de nutrientes, por exemplo”.

É fundamental destacar que não há necessidade de abrir mão de todo tipo de alimento, desde que as escolhas sejam feitas de forma inteligente, sem abusos e com moderação.

Tags : nutricionistareeducação alimentarsaudável
Bruna Munhoz

The author Bruna Munhoz

Leave a Response